O QUE APRENDI COM VOCÊ


Era uma segunda-feira como muitas outras e poderia muito bem ter sido apenas mais um dia, nada especial estava programado para aquele dezesseis de janeiro. Mas aquele foi o dia em que nos olhamos pela última vez, e pela última vez eu a conduzi, assim como ela me conduziu em meus primeiros passos.


Amor de mãe
Fonte [Imagem]: Dicas de Mulher

Era ela a nossa âncora, em um mundo cuja única certeza é caracterizada pela instabilidade de nossas constantes transformações, era ela quem nos mantinha estáveis. Quando nossas inconstâncias - marca de nossa condição de humanos nos precipitava para o abismo, era ela quem retardava nossa queda até que recuperássemos o equilíbrio e pudéssemos sozinhos evitar o choque iminente. O tempo todo confrontados com o que somos e o que queremos ser, em uma busca desenfreada por nossa identidade perdida, subjetivamente corrompida, facilmente eu poderia fraquejar se não fosse pelo seu sorriso a dizer-me, “coragem, comece de novo”.

Sob a luz reconfortante de seu olhar eu reinventava-me e reinventava-me, e uma vez mais, nada parecia impossível. Nenhum caminho era longo demais para que ela o percorresse ao meu lado. Nenhum sonho era maluco demais para que eu não desfrutasse do privilégio de seu apoio incondicional. Nenhuma noite durou o suficiente para que compartilhássemos todos nossos anseios e todos os meus devaneios, loucura própria de quem sempre achou que iria dominar o mundo. Facilmente eu poderia desistir se não fosse pelos seus olhos que diziam-me, “vá em frente, eu lhe seguro no momento em que não der certo”.

Sabe, eu fui testemunha, cada vez que a vida lhe batia forte, muito mais forte você se reerguia. Sempre que a morte lhe sorria traiçoeira, você a encarava com a doçura que lhe era peculiar, mas com a confiança de quem sabia que ainda não era chegado o momento. Jamais vi faltar-lhe coragem – estação permanente de uma autêntica guerreira, e como é com todo guerreiro, você jamais deixou de ser grata a vida e a força que lhe sustentava de pé, um dia após o outro. Facilmente eu poderia entregar-me as lamentações se não fosse seu exemplo a conduzir-me, “mantenha-se firme em seu caminho, não vacile na fé”.  

Sabe, com você eu aprendi o caminho da honestidade e o da verdade por princípio. Com você eu aprendi o valor de sentar-se ao redor da mesa e deleitar-se com as boas histórias vividas e compartilhadas com os amigos. Aprendi que tijolos e uma boa estrutura não transformam uma casa em um lar, mas sim o calor que emana do coração daqueles que nela habitam. Aprendi que mesmo o mais simples dos pratos pode se converter no mais belo e saboroso banquete, porque você ensinou-me que a beleza do banquete reside justamente no fato de podermos dividi-lo com os outros. Facilmente eu poderia perder-me neste mundo de vastas “oportunidades”, se não fosse seu coração a ensinar-me, “guie-se pela verdade que está dentro de você”.

Sabe, de você eu herdei o gosto por músicas de um tempo que vivi ricamente por meio de suas memórias, em histórias que você não cansava de repetir, eu as vezes cansava de ouvi-las. Não tenho a mesma aptidão para os trabalhos manuais, mas veja, dizem que minhas mãos se parecem com as suas. Sobre seu talento nato para as artes culinária, não ouso a comparação, eu só sei mesmo aquilo que você me ensinou, na verdade é o que sempre gostei de comer. Sabe aquele nosso plano de reformar a casa, eu segui com ele. Só não consegui seguir com o plano de continuar em frente, ser feliz, é que pra este falta você. Contemplar a felicidade sem você aqui não parece justo. Tínhamos um trato e você rompeu com a sua parte, bruscamente. Sabe, facilmente eu poderia conquistar o mundo, mas então ouço a sua voz quando dizia-me, “você é a minha força para continuar lutando”. E percebo que a minha força já não está mais aqui.


Fonte [Imagem]: UNEGRO - RJ

O MINHA MÃE QUE SAUDADES EU SINTO DE VOCÊ.

Shirley Basílio | 3 commentários

3 Comentários:

Chorei demais... Chorei muito...
Por que você faz isso?
Você tem o dom de colocar lindamente seus sentimentos em palavras...
Parabens! Nunca perca esse dom!

EMOCIONANTE!!!! Saudades sempre! Ela é mto especial!!! Sua luta, sua garra, bom humor... mesmo diante das dificuldades. Saudades, saudades, saudades....

É verdade Darlene, e certamente era uma pessoa muito a frente de seu tempo em vários aspectos, FAZ UMA FALTA.

Postar um comentário